sexta-feira, 30 de setembro de 2011

uma noite longa, pra uma vida curta:



Entre a saliva e os sonhos há sempre 
uma ferida de que não conseguimos regressar 

E uma noite a vida começa a doer muito e os espelhos donde as almas partiram agarram-nos pelos ombros e murmuram como são terríveis os olhos do amor quando acordam vazios.




Alice Vieira

Saio dessa mais humano e
infinitamente melhor, mais paciente
me sinto privilegiado por poder vivenciar minha própria morte com lucidez e fé.



Caio Fernando de Abreu


Que é um caracol?... Um caracol é a gente ser:


por intermédio de amar o escorregadio


e dormir nas pedras... Seria:


um homem depois de atravessado por ventos e rios turvos


pousar na areia para chorar seu vazio






Manoel de Barros

quinta-feira, 29 de setembro de 2011



só quando me livrar de mim, me livrarei de ti.



Pedro Paixão


"Ouço o que canta.

Sinto o que fere.

Pouco sou."



Fernando Moreira Salles

"No Vale Encantado quem sorrir bebe a luz do luar
Ventos de cereja e sons de risada de irmão

mil estrelas de bombons, frutas de perdão
hálito de oásis, flor de afago no chão

No Vale Encantado quem sorrir
pega o céu com a mão..."



Oswaldo Montenegro


quarta-feira, 28 de setembro de 2011


Tudo quanto amamos ou perdemos
coisas, seres, significações – 
nos roça a pele e assim nos chega à alma, 

e o episódio não é, em Deus, mais que a brisa que me não trouxe nada salvo o alívio suposto, 

o momento propício e o poder perder tudo esplendidamente.



 Fernando Pessoa

Um toque da solidão,
e um dedo severo me traz à realidade:

não depender dos meus amores,

não me enfeitar demais com sua graça,
mas ver que cada um de nós é um coração sozinho.


 Lya Luft

tendo a lua como testemunha, eu:


Cantei no frio da noite, à espera que viesses dizer-me que os vizinhos não conseguiam dormir. 

À espera que me viesses dizer que também tu te mantinhas de olhos abertos sem parar de me ver




Valter Hugo Mãe

Vim
buscar o que perdi
no espanto do dia

Nem que seja

seu silêncio



Fernando Moreira Salles

E aconteceu!

 




Sua cor não se percebe,
     Suas pétalas não se abrem.
        Seu nome não está nos livros.
             É feia, mas é realmente uma flor.
                Furou o asfalto, o tédio, o nojo e o ódio.





Carlos Drummond de Andrade

terça-feira, 27 de setembro de 2011

...doce é a espera, amargo é querer-te pra mim...


Não há mais sublime sedução do que saber esperar alguém. Compor o corpo, os objectos em sua função, sejam eles a boca, os olhos, ou os lábios. Treinar-se a respirar florescentemente. Sorrir pelo ângulo da malícia. Aspergir de solução libidinal os corredores e a porta.Velar as janelas com um suspiro próprio. Conceder ás cortinas o dom de sombrear. Pegar então num objecto contundente e amaciá-lo com a cor. Rasgar num livro uma página estrategicamente aberta. Entregar-se a espaços vacilantes. Ficar na dureza. Firme. Conter. Arrancar ao meu sexo de ler a palavra que te quer. Soprá-la para dentro de ti até que a dor alegre recomece.



Maria Gabriela Llansol

no silêncio que antecede a tua voz, 
eu fico parado diante da beleza.

se esticasse o braço, 
tocaria o teu corpo de menina.

mas eu nunca poderia tocar a tua beleza. 
entre mim e a tua beleza existe a distância impossível que divide a morte da vida.


José Luis Peixoto

Coisas que não passam.


Há quem diga que dentro da cabeça, eu não sei onde.

Coisas que de vez em quando voltam e por isso,
só por isso, se sabe que não passam. 
Coisas que nos agarram por detrás da nuca,
frente a um espelho, sem qualquer propósito,
e só nos deixam sem querermos:
Pequenos rogos, doces chamamentos,
partidas muitas, asperezas, ciúmes, vícios, abraços ternos,
despedidas, raivas, tédios, pequenos espantos, sobressaltos.

Coisas que não passam,
há quem diga que dentro da cabeça.
Eu não sei onde



Pedro Paixão

passa ave, passa ensina-me a passar


Fernando Pessoa

segunda-feira, 26 de setembro de 2011


Amor. Amor. Amor, gostava de dizer esta palavra até gastá-la ainda mais. Amor, gostava de dizer esta palavra até perder ainda mais o seu sentido. Amor. Amor. Amor, até ser uma palavra que não significa nem sequer uma ilusão, uma mentira. Amor, amor, amor, nem sequer uma mentira, nem sequer um sentimento vago e incompreensível. Amor amor amor, até ser nem sequer uma palavra banal, nem sequer a palavra mais vulgar, nem sequer uma palavra. Amoramoramor, até ao momento em que alguém diz amor e ninguém vira a cabeça para ouvir, alguém diz amor e ninguém ouve, alguém diz amor e não disse nada. Sozinho, diante da campa. O amor é a solidão. 




 José Luis Peixoto

...que horas serão dentro do meu corpo?

que mineral vermelho jorraria se golpeasse

uma veia... não sei... não sei...



Al Berto


Foi o vento… sossega, meu coração; 

              Às vezes o vento parece falar…


Vinícius de Moraes

Sou eu sozinho e esse nó no peito.





Gilberto Gil.

domingo, 25 de setembro de 2011

Benditos os ladrões que roubaram minhas máscaras!



Perguntais-me como me tornei louco. Aconteceu assim: 

Um dia, muito tempo antes de muitos deuses terem nascido, despertei de um sono profundo e notei que todas as minhas máscaras tinham sido roubadas as sete máscaras que eu havia confeccionado e usado em sete vidase corri sem máscara pelas ruas cheias de gente gritando: 

“Ladrões, ladrões, malditos ladrões!” 

Homens e mulheres riram de mim e alguns correram para casa, com medo de mim. 

E quando cheguei à praça do mercado, um garoto trepado no telhado de uma casa gritou: “É um louco!” Olhei para cima, para vê-lo. O sol beijou pela primeira vez minha face nua. 

Pela primeira vez, o sol beijava minha face nua, e minha alma inflamou-se de amor pelo sol, e não desejei mais minhas máscaras. E, como num transe, gritei: “Benditos, benditos os ladrões que roubaram minhas máscaras!” 

Assim me tornei louco. 

"E encontrei tanto liberdade como segurança em minha loucura: a liberdade da solidão e a segurança de não ser compreendido, pois aquele que nos compreende escraviza alguma coisa em nós."






Khalil Gibran

...desesperança... por Quintana:


"As pessoas sem imaginação podem ter tido as mais imprevistas aventuras, podem ter visitado as terras mais estranhas. Nada lhes ficou. Nada lhes sobrou. Uma vida não basta apenas ser vivida: também precisa ser sonhada." 



 Mário Quintana

nos olhos da libélula
refletem-se
montanhas distantes

Issa Kobayashi

trinta cisnes no lago dos teus olhos. foi o que disse. não significa nada. não poderiam aí nadar. foi uma imagem. uma ideia.  uma vontade grande de dizer que te amo e que vejo em ti tudo quanto sendo impossível faria da vida um lugar perfeito






Valter Hugo Mãe


Não sei sobre pássaros,
Não conheço a história do fogo.
Mas creio que a minha solidão deveria ter asas.








Alejandra Pizarnik

sábado, 24 de setembro de 2011

Os apegos que nos acorrentam...


Há coisas bem piores
do que ser sozinho.

Mas às vezes levamos décadas
para percebê-lo.
E ainda mais vezes
é demasiado tarde.

E não há nada pior
do que demasiado tarde.


Charles Bulowsky
 

Existe também o estranho desencontro
       De ter o corpo num lugar
             E a alma em outro,
                   De estar lá
                        Ou de ainda não estar aqui


Rosa Lobato Faria

já não te aguardo,

adio-me



Valter Hugo Mãe

Agora és livre, se ainda te recordas...


(…) 
Eu sou essa pessoa a quem o vento rasga.

Pelos mundos do vento em meus cílios guardadas
vão às medidas que separam os abraços.

Eu sou essa pessoa a quem o vento ensina:
Agora és livre, se ainda recordas



Cecília Meireles


A liberdade dentro de mim 

Escraviza 

A minha própria liberdade” 



 Artur do Cruzeiro Seixas

sexta-feira, 23 de setembro de 2011




Quando, daqui a umas horas, a manhã vier branca e fria, saberei eu andar?


Lembrar-me-ei como se põe um pé à frente do outro? sem cair...






Al Berto




"Tudo o que muda a vida vem quieto no

escuro, sem preparos de avisar"



Guimarães Rosa

Enfeite-se com margaridas e ternura e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim. Sorria lírios para quem passe debaixo de sua janela. Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteria.



Carlos D. Andrade

**Trabalho, ônibus,  faculdade... Ando correndo: final de semana passarei nos blogs: estou  torta de saudades. Beijoca a quem passa aqui!



Não é que morra de amor, MORRO DE TI
Morro de ti , amor, de amor de ti,

Da urgência da minha pele de ti,
Da minha alma de ti e da minha boca,

E do insuportável que sou sem ti.




Jaime Sabines






É que ando dentro da vida

Sem vida dentro de mim.




Manuel Bandeira.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

...busca...



Sabe, Senhor, que tanto vai o cântaro à água, que enfim se parte: e como diz muito bem esse autor que não conheço, o homem está neste mundo tal como o pássaro no ramo, o ramo está preso à árvore, quem se prende à arvore segue bons preceitos, os bons preceitos valem mais do que as belas palavras, as belas palavras estão na Corte. Na Corte estão os cortesãos, os cortesões seguem a moda, a moda vem da imaginação, a imaginação é uma faculdade da alma, a alma é o que nos dá vida, a vida acaba na morte, a morte faz-nos pensar no Céu, o Céu está por cima da terra, a terra não é o mar, o mar está sujeito aos temporais, os temporais atormentam os navios, os navios precisam de um bom piloto, um bom piloto tem prudência, a prudência não se encontra nos jovens, os jovens devem obediência aos velhos, os velhos gostam das riquezas, as riquezas fazem os ricos, os ricos não são pobres, os pobres sofrem necessidade, a necessidade não tem lei, quem não tem lei vive como bruta fera, e por consequência sereis condenado a todos os demónios.






Jean-Baptiste Poquelin


O meu olhar tem razões que o coração não frequenta



Jorge Palma

Minha alma está hoje triste até ao corpo.

Todo eu me doo, memória, olhos e braços.

Há como que um reumatismo em tudo quanto sou...


Fernando Pessoa

Descansa um pouco, Minha Vida....



Tem vez que a vida da gente cansa. Pele sem viço, olhos sem lume, pés doloridos, os ombros retesados pelo peso que carregamos. Cansa e senta um pouco para descansar, respirar grande, recobrar o fôlego. Cansa e procura sombras de árvores, banhos de silêncio, acalantos capazes de fazer os medos dormirem. A vida da gente cansa, sim, vez ou outra. Quando acontece, o melhor a fazer é ouvir-lhe as razões com o coração. Permitir-lhe o cansaço e uma pausa pra repouso. Trocar os lençóis, suavizar a luz, massagear-lhe as costas, e lhe dizer mais ou menos assim: descansa um pouco, minha vida. Descansa. Depois, fica aqui, de novo, inteira comigo. Vem regar as sementes que ainda vão florescer.




Ana Jácomo

“A oração é o desabafo de nosso coração 
no Coração de Jesus.”


Santo Padre Pio de Pietrelcina

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Das despedidas reais.... Que doem e emocionam a gente: 'Querido,...'


'Querido,


Tenho certeza de estar ficando louca novamente. Sinto que não conseguiremos passar por novos tempos difíceis. E não quero revivê-los. Começo a escutar vozes e não consigo me concentrar. Portanto, estou fazendo o que me parece ser o melhor a se fazer. Você me deu muitas possibilidades de ser feliz. Você esteve presente como nenhum outro. Não creio que duas pessoas possam ser felizes convivendo com esta doença terrível. Não posso mais lutar. Sei que estarei tirando um peso de suas costas, pois, sem mim, você poderá trabalhar. E você vai, eu sei. Você vê, não consigo sequer escrever. Nem ler. Enfim, o que quero dizer é que é a você que eu devo toda minha felicidade. Você foi bom para mim, como ninguém poderia ter sido. Eu queria dizer isto - todos sabem. Se alguém pudesse me salvar, este alguém seria você. Tudo se foi para mim mas o que ficará é a certeza da sua bondade, sem igual. Não posso atrapalhar sua vida. Não mais. Não acredito que duas pessoas poderiam ter sido tão felizes quanto nós fomos.' V.




Virgínia Woolf


**Emocionei demais com esse texto... Hoje, faço das palavras de Virgínia, as minhas.

Virei pedra e entendi porque a solidão é a experiência mais universal de todas. A solidão é muito sacana. Num dia, ela te deixa eufórico, pensando nessa liberdade possível de não dever satisfação a ninguém e nessa possibilidade infinita de realizar todas as tuas vontades. Mas, no outro dia, a solidão te dá uma rasteira daquelas bem dadas. E te faz cair na real. Tu estás só feito um cão de rua, meu filho…Tuas neuras são só tuas…



Caio Fernando de Abreu

terça-feira, 20 de setembro de 2011

setembro... saudades enraizadas...


A tua saudade corta como aço de navaia.






Milton Nascimento

Às quatro da manhã, arranco
ervas daninhas do arrozal.
Mas que é istoorvalho do campo,
ou lágrimas de dor?

Herberto Helder

seria isso, o amor?


Nunca mais você ouviu falar de mim,

Mas eu continuei a ter você.


 


Ney Matogrosso.


Nomeio-te......
neste estar sem te ter...
a preencher ausências a ganhar distância.
Penduro o teu olhar na sombra da magnólia
que floriu no meu ventre.




Maria Aurora Carvalho Homem

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...