"Queria muito te dizer, me desculpa a audácia
Do mundo, a gente pouco leva: O que viu ali
O que sentiu. O que leu...
O que fez por alguém e por si mesmo
O que foi, quase por engano .
Da vida, meu amigo, a gente só leva o coração.
E o meu é poesia, música
E uma leve descrença no ser humano que eu não posso evitar."



Fernanda Mello
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!