"Comovo-me em excesso, por natureza e por ofício.

Acho medonho alguém viver sem paixões."



Graciliano Ramos
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!