Antes, o monstro que me amedrontava morava debaixo da cama.

                                                               Hoje, dividimos o travesseiro.



Felipe Carriço
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!